Em depoimento, o suspeito teria dito que obrigou Bianca a cavar a própria cova antes de ser baleada e morta

Revista Fórum – A Polícia Civil de Santa Catarina informou que encontrou, nesta sexta-feira (3), o corpo da jovem Amanda Albach, que estava desaparecida desde 15 de novembro.

Segundo o delegado responsável pela investigação, 3 suspeitos, que seriam “amigos” de Amanda, foram presos, e um deles indicou onde estava o corpo da jovem: enterrado na Praia do Sol, em Laguna, litoral sul catarinense.

Em depoimento, este mesmo suspeito teria dito que obrigou Bianca a cavar a própria cova antes de ser baleada e morta.

Caso Amanda Albach: suspeito preso confessa participação em homicídio no litoral catarinense

O Município – Blumenau

Jovem morava no Paraná e ficou 18 dias desaparecida

corpo da Amanda Albach, moradora de Fazenda Rio Grande (PR), foi encontrado enterrado na praia do Sol, em Laguna, no Sul de Santa Catarina. A Polícia Civil localizou o corpo da jovem de 21 anos após investigação feita em conjunto pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, e a Delegacia de Polícia de Imbituba.

Conforme o delegado Bruno Fernandes, da DIC de Laguna, um dos três suspeitos presos confessou ter participado da morte da Amanda. A prisão dos suspeitos ocorreu no Rio Grande do Sul, em Canoas, cidade localizada na região metropolitana de Porto Alegre.

Com apoio da Polícia Civil do RS, por meio da Divisão de Homicídios de Canoas, os suspeitos foram encaminhados para Laguna. O homem, que confessou o envolvimento, contou que levou a vítima para o local do crime. Além disso, ele assumiu ter efetuado dois disparos contra Amanda.

Durante coletiva de imprensa, os delegados envolvidos no caso afirmam que as investigações prosseguem.