O ataque militar norte-americano que vitimou o comandante iraniano no Iraque é o maior ataque terrorista da atualidade. O comandante iraniano estava no país a convite do governo iraquiano, enquanto as tropas militares dos EUA no Iraque e na Síria são invasores desses países, cometendo atos terroristas à revelia dos governos e da comunidade internacional.

Sputnik Brasil – Irã promete se vingar dos EUA pela morte do general iraniano Soleimani

O líder supremo do Irã, Ali Khamenei, disse aos “criminosos” que assassinaram o major-general Qasem Soleimani que uma dura vingança os espera.

De acordo com ele, a perda de Soleimani é amarga, mas a luta continuará até a vitória para que a vida dos criminosos seja ainda mais amarga.

Irã vai se vingar dos EUA pela morte do comandante da unidade Força Quds, do Corpo de Guardiões da Revolução islâmica, disse Mohsen Rezaei, ex-chefe deste corpo de elite e atual secretário do Conselho de Conveniência, órgão assessor ao líder supremo do Irã.

“O mártir tenente-general Qasem Soleimani se juntou aos seus irmãos mártires, mas nós nos vingaremos com veemência dos EUA”, escreveu ele no Twitter.

O Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã convocou uma reunião extraordinária após a morte do general Soleimani.

“Nas próximas horas será realizada uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança Nacional onde será analisado o criminoso ataque contra Soleimani em Bagdá que levou à sua morte”, declarou o porta-voz desta entidade, Keivan Khosravi, informa Iran Front Page.

Por sua vez, o chanceler iraniano, Mohamad Zarif, disse que o ataque que vitimou o tenente-general Soleimani é um “ato de terrorismo internacional” e que os EUA serão responsabilizados pelas respetivas consequências.

………………………………………

Altos líderes das Forças Quds oferecem condolências à mãe do comandante Soleimani

…………………………………

NR – Após as palavras do líder iraniano o valor do barril de petróleo passou a subir em todo o mundo. Os governos dos EUA e Israel pediram a seus cidadões que abandonem o Iraque. Tropas militares no Iraque e no Irã começam a se mobilizar no momento em que forças militares do Irã, Rússia e China fazem exercícios militares no Golfo Pérsico.

………………………………….

Brigada para matar militares terroristas norte-americanos é reativada no Iraque

Depois do martírio do tenente-general Qasem Soleimani, assassinado no aeroporto de Bagda por um ataque de drones norte-americanos, o líder iraquiano Moqtada al-Sadr, clérigo e líder xiita, líder de fato da Cidade de Sadr, em Bagdá, chefe do Exército de al-Mahdi, ordenou a reativação do Grupo Jaiysh Al-Mahdi que foi responsável no passado por dezenas de ataques contra militares terroristas norte-americanos antes de 2011.

O grupo é especialista na caça e morte de militares norte-americanos. Seus líderes, mantidos em segredo, celebraram uma reunião de emergência – ver foto – para reativar suas ações e caçar os responsáveis pelo covarde assassinato do general Qasem Soleimani. O grupo é formado por militares iraquianos altamente treinados, capazes de realizar missões suicidas e atos envolvendo alta tecnologia com explosivos e cyber-ataques.