Ação intensificada garantiu abrigo para 46 pessoas em situação de rua. Foto: Daniel Caron/FAS (arquivo)

As equipes da Fundação de Ação Social (FAS) abordaram 66 pessoas em situação de rua na noite desta quinta-feira (7/6), na segunda ação intensificada da Prefeitura de Curitiba neste ano. O trabalho faz parte da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe e é desencadeado sempre que há previsão de queda da temperatura para menos de 7 graus.

A ação intensificada será desenvolvida novamente na noite desta sexta-feira (8/6), das 19h às 23h, em complemento ao trabalho de rotina que acontece 24 horas por dia.

O objetivo é proteger esse público do frio intenso e oferecer acolhimento nos abrigos da FAS, que ofertam banho, roupas e calçados, alimentação, além de camas limpas e quentes

Atendimento

Do total de pessoas abordadas nesta quinta, 46 aceitaram atendimento e foram encaminhadas para abrigos. As outras 20 recusaram atendimento. Em dias menos frios, em média 20 pessoas aceitam ser encaminhadas para abrigos.

Em função dos direitos constitucionais, que garantem a todo o cidadão o direito de ir e vir, a FAS não pode impor a saída das ruas.

A maioria das abordagens foi feita com base nas solicitações que chegaram à Central 156, canal de comunicação da Prefeitura com a população. Doze pessoas foram encontradas pelas equipes durante roteiros de busca, principalmente em locais pré-estabelecidos como praças e algumas ruas da cidade onde há maior concentração de moradores de rua. Nenhuma delas precisou ser encaminhada para atendimento de saúde.

O coordenador do Resgate Social da FAS, Anderson Cristian Walter, explica que durante as abordagens sociais as equipes da FAS informam, orientam e ofertam atendimento para vários serviços. O objetivo é fazer com que a pessoa em situação de rua reflita sobre a condição em que vive e aceite o atendimento que visa ao regaste da cidadania e, se possível, o retorno familiar.