santa-candida

abrigo-virtual

 

Edição Digital - JANEIRO 2017
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

Edição - DEZEMBRO 2016
Clique na capa e aguarde o carregamento da página para começar sua leitura.

Banner

Pesquisa

Do que nosso bairro mais precisa?
 

twitter-sigaface-siga

siga-nos

AGORA ONLINE

Nós temos 45 visitantes online

Visitas

Visualizações de Conteúdo : 2938349
O gesto inédito de dois clubes paranaenses contra a ditadura da Globo no futebol PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulo Nogueira - Diário do Centro do Mundo   
Seg, 20 de Fevereiro de 2017 08:36

atletiba 3

Pode não ser muito. Pode ser pouco. Mas também pode ser um acontecimento extraordinário: saberemos com o correr dos dias.

É possível que este domingo tenha sido o marco zero do fim do domínio imperial, tirânico da Globo sobre o futebol brasileiro.

Atlético Paranaense e Coritiba decidiram enfrentar a Globo — e a federação local.

Os times recusaram o dinheiro que a Globo pagaria pela transmissão do jogo entre os dois, o clássico Atletiba.

Era uma “esmola”, segundo o diretor de um dos clubes.

Descartada a “esmola”, Atlético e Coritiba acertaram com o YouTube a transmissão do jogo.

A Justiça proibiu — o que nada surpreende dada a força da Globo.

Os times tiveram uma atitude com potencial revolucionário para o futebol: decidiram não jogar. Os jogadores entraram em campo, ouviram o hino, foram para suas posições — mas não tocaram na bola.

A torcida, segundo jornalistas presentes ao estádio, aliás cheio, aplaudiu e vaiou. Aplaudiu os jogadores, que se deram as mãos em círculo ao sair de campo. Vaiou a Globo.

Repito: pode não dar em nada. Mas pode ser um sinal de que a paciência dos clubes com a Globo tenha chegado ao fim.

Como em todos os negócios dos quais participa, a Globo lucra barbaramente com o futebol e os parceiros têm que se contentar com as sobras. Ou a “esmola”.

Basta ver a situação da Globo — seus donos estão entre os homens mais ricos do país — e compará-la com a penúria do futebol brasileiro.

No Twitter, a hashtag #atletiba fervia na noite deste domingo. A esmagadora maioria dos internautas elogiava entusiasmadamente a atitude dos times. “No Brasil nem a bola pode rolar se a Globo não deixar”, tuitou um dos internautas.

Os próximos capítulo do caso Atletiba prometem ser emocionantes.

Registro aqui minha torcida para que o desfecho, entre todas as possibilidades que alinhei no começo deste artigo, seja o fim da ditadura da Globo no futebol.

Basta.

 

 
NOTA CONJUNTA DO ATLÉTICO PARANAENSE E DO CORITIBA PDF Imprimir E-mail
Escrito por Redação   
Seg, 20 de Fevereiro de 2017 08:11

atletiva irmaos

Jogadores do Atlético Paranaense e do Coritiba irmanados em gesto de união pelo fortalecimento do futebol paranaense 

Em relação ao Atletiba interrompido ontem na Arena por decisão insólita da Federação Paranaense de Futebol, a serviço dos interesses antidesportivos da Rede Globo local, dirigentes do Coxa e do Furacão emitiram a seguinte nota oficial:

"O Clube Atlético Paranaense e o Coritiba Foot Ball Club informam que o clássico deste domingo (19), no Estádio Atlético Paranaense, não foi realizado devido à decisão da Federação Paranaense de Futebol de não autorizar o início da partida com a transmissão dos clubes em seus canais oficiais, no Facebook e YouTube, contrariando os interesses de seus afiliados CAP e CFC.

Os Clubes lembram que a ação pioneira foi realizada pois as duas equipes não venderam os direitos de transmissão de seus jogos no Campeonato Paranaense, por não concordarem com os valores oferecidos.

Diante da posição arbitrária e sem qualquer razoabilidade da Federação Paranaense de Futebol, os Clubes lamentam o prejuízo causado ao futebol paranaense, em especial aos seus torcedores."

 

globo esgoto

 

 

Última atualização em Seg, 20 de Fevereiro de 2017 08:12
 
Federação Paranaense de Futebol envergonha o futebol ao impedir o Atletiba PDF Imprimir E-mail
Escrito por Redação   
Dom, 19 de Fevereiro de 2017 18:03

atletiba 1

Com a Arena quase lotada, preparada para o primeiro Atletiba 2017, a Federação Paranaense de Futebol decidiu dar um tapa na cara dos torcedores das maiores torcidas do Estado Paraná ao impedir o jogo deste domingo.

Segundo o presidente do Clube Atlético Paranaense, Luiz Sallim Emed, “foi uma medida equivocada por parte da Federação Paranaense de Futebol. Essa iniciativa pioneira e ousada vai servir para o resto da vida, para o resto dos tempos, como momento histórico em que Atlético e Coritiba se uniram para dizer não. Fica uma alerta para os demais presidentes de clubes: sigam o exemplo do Atlético e Coritiba, vamos dizer não para romper com essas coisas. Chega! Não! Rompemos com o status quo!”.

A decisão da Federação é uma punição pela decisão democrática do Atlético e Coritiba de permitir a transmissão do jogo pelo youtube e facebook, o que contraria os interesses da Federação e da TV Globo.

A união de atleticanos e coxas-brancas apoiando os times e contra a decisão da Federação Paranaense de Futebol é um exemplo marcante que muda a história das torcidas em nosso Estado, no caminho da união, do fortalecimento do verdadeiro futebol. E além disso, revela uma aberração sem limites por parte da Federação Paranaense de Futebol, de total desrespeito para com os torcedores dos maiores clubes do Paraná.

atletiba 2 

 

Última atualização em Dom, 19 de Fevereiro de 2017 18:29
 
Indicador da FGV mostra retomada da economia brasileira PDF Imprimir E-mail
Escrito por Portal Brasil   
Dom, 19 de Fevereiro de 2017 09:10

economia cresce

Pesquisa que tenta prever comportamento do Produto Interno Bruto (PIB) sinaliza que País começa a se recuperar

O Brasil começa a reunir as condições necessárias para voltar a crescer. Segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira (16) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e pelo The Conference Board (TCB), o País registrou um avanço importante em um indicador que tenta prever o comportamento da economia. Entre dezembro e janeiro, ele registrou alta de 2,8%.

Juntas, as duas entidades desenvolveram o Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE), que reúne uma série de pesquisas para tentar antecipar tendências econômicas e que pode sugerir se o País está próximo de se recuperar.

Os dados de hoje são referentes a janeiro, quando houve alta de quase 3%. Com esse desempenho, o indicador subiu para 104,6 pontos. De oito pesquisas que compõem o índice, sete deram contribuições positivas.

Um desses indicadores, que mostra como está a percepção em relação a economia atualmente, melhorou 0,4% entre dezembro e janeiro. O nome desse índice é Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE).

Evolução positiva do PIB

“Apesar da volatilidade que ainda deve marcar a evolução dos diferentes indicadores ligados ao nível de atividade neste início do ano, o resultado do ICCE em janeiro caracteriza um quadro de recuperação no futuro visível“, afirmou Paulo Picchetti, pesquisador responsável pela pesquisa.

Segundo ele, após um longo período marcado por quedas, o indicador caminha consistentemente para o terreno positivo. A FGV reforçou que essa pesquisa agrega oito componentes econômicos que medem a atividade econômica no Brasil. Cada um deles vem se mostrando individualmente eficiente em antecipar tendências econômicas.

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 621

jav-separador

         twitter-siga-footerface-footer
Copyright © 2010-2013 Jornal Água Verde. Todos os direitos reservados.
Abrigo Virtual